RESENHA TEATRAL | Gota d’água  (A seco)

Espetáculo “Gota d’ Água (A seco)”
Elenco:Laila Garin e Alejandro Claveaux
Adaptação e direção:Rafael Gomes
Direção musical:Pedro Luís
Direção de produção: Andréa Alves
Local: Teatro Riachuelo(RJ), próximo da estação de metrô da Cinelândia

Sessões: segunda(20:30), quarta(20:30) e domingo(20:30) até o dia 19/02/2017 (última semana em cartaz).

O espetáculo é uma adaptação de “Gota d’ Água”, peça de Chico Buarque e Paulo Pontes, que por sua vez é uma adaptação de “Medéia” de Eurípedes.

O foco interpretativo na relação de Jasão e Joana, na qual Jasão, um sambista de quase 30 anos, troca Joana, uma mulher dez anos mais velha que ele e pobre, por uma mulher mais jovem (Alma), filha de um empresário rico (Creonte). Joana se vê desamparada e faz o espectador se questionar sobre a posição da mulher na sociedade, traição, sem contar as questões políticas tratadas no texto, como o fato de ninguém poder pagar o aluguel ao Creonte.

Do início ao fim o espetáculo é dinâmico, pelos diálogos fluídos, pelas coreografias e pelas músicas, que não poderiam faltar em uma obra do Chico Buarque.

Autor: Lucas Rafael.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: