RESENHA | Os 13 porquês de Jay Asher

 


Sinopse: Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker, uma colega de classe e antiga paquera, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento.

Como não falar de um livro que te faz mudar seu olhar para o mundo. Os 13 porquês é um livro bastante reflexivo. Faz com que você pense na vida, nos seus atos e em como eles afetam as pessoas ao redor.

Sob o ponto de vista de Clay Jensen nós vamos nos conectando à história e, juntos,  tentando juntar as peças do quebra-cabeça chamado Hannah Baker. Toda a história se volta para os motivos pelos quais Hannah havia se suicidado. Deixando 7 fitas cassete, Hannah Baker explica 13 motivos que a levaram a morte. Se o individuo as tinha recebido era porque ele era um dos porquês.

“Espero que estejam prontos, porque vou contar aqui a história da minha vida. Mais especificamente, porque ela chegou ao fim. E se você estiver escutando estas fitas você é um dos motivos. ”

ALERTA: a partir desse ponto há spoiler.

Não há como ser indiferente ao ver o sofrimento da Hannah em cada capítulo (ou fita, como preferir) e tudo o que ela passou, em como tudo faz o Clay mudar sua forma de pensar sobre todos os citados nas fitas. Hannah vê em Clay uma oportunidade, uma centelha do que seria ter uma vida feliz. Ele não era como os outros e muito menos a via como os outros. Ela sentia que poderia ser quem quisesse ao lado dele. Seu melhor lado era despertado próximo à ele.

“Clay, querido, seu nome não pertence a esta lista. […]

Você não pertence a essa lista do mesmo jeito que os outros. Mas você precisa estar aqui para eu contar minha história. Para conta-la da maneira mais completa. ”

 É difícil ler e não parar para pensar no nosso dia-a-dia. Estamos rodeados de Hannah’s, travando batalhas consigo mesmo todos os dias e por vezes não os ajudamos. Apesar de sempre estar rodeada de pessoas Hannah sentia-se só. O bullying, os boatos, os pais ausentes, as discussões e por fim o estupro fizeram com que ela tomasse uma decisão infeliz.

A narrativa do livro é interessante e intensa por dividir-se entre Clay e Hannah. Passado e presente andando juntos. Uma leitura breve e nenhum pouco cansativa.

Em suma, o livro não se trata da morte de uma garota. Trata-se da vida! E o quão frágil ela pode ser. Trata-se de atos mal pensados e “brincadeiras” de péssimo gosto que machucam as pessoas. Suicídio nunca é a solução. Cada um sofre a sua maneira, não julgue tão simples pelo exterior, tente compreender os motivos. Nada é feito para “chamar atenção”.

Facebook Comments

Um comentário em “RESENHA | Os 13 porquês de Jay Asher

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: