MATÉRIA | Não julgue um menino pela cara

Resultado de imagem para livro extraordinário

O livro extraordinário escrito pela autora RJ Palácio mostra a realidade de August, um menino cuja a aparência é totalmente deformada por causa de uma má formação genética. É relatado todos os tipos de obstáculos que esse garotinho supera, desde de uma adaptação a tarefas cotidianas até uma reação que ele causa para as pessoas que vivem ao se redor ou então irão vê-lo.

SEUS FEITOS SÃO SEUS MONUMENTOS

Esse preceito significa que deveríamos ser lembrados pelas coisas que fazemos. Elas importam mais do que tudo. Mais do que aquilo que dizemos ou do que nossa aparência. As coisas que fazemos sobrevivem a nós. São como os monumentos que as pessoas erguem em honra dos heróis depois que eles morrem. Como as pirâmides que os egípcios construíam para homenagear os faraós. Só que, em vez de pedra, são feitas das lembranças que as pessoas têm de você. Por isso nossos feitos são nossos monumentos. Construídos com memórias em vez de pedra.

A mudança e o diferente podem assustar as pessoas. Foi criado um padrão, e quando alguém não se encaixa nesse sistema, a reação é de estranheza. Sabemos que nunca devemos julgar um livro pelo capa, quanto mais uma pessoa por sua aparência, pois não é a sua imagem que revela o seu caráter, e sim as suas atitudes.

Resultado de imagem para cenas do filme extraordinário

Extraordinário faz jus ao nome. No início é fácil teorizar uma história em que mostra as experiências horríveis ou boas que um menino passou na vida por ter uma aparência peculiar. Só que é maior que isso, mostra a visão de cada pessoa que o rodeia. Uma opinião sobre a sua aparência, a reação ao vê-lo na primeira vez, a respeito das coisas que foram deixadas para trás ou mesmo o impacto na vida devido ao fato de August ter feito muitas cirurgias. Esses argumentos que os demais personagens relatam, só potencializa o quanto August é extraordinário.

A autora RJ Palácio fala em uma entrevista que o impacto que August causa é tão incrível que as outras crianças esquecem que ele é diferente e a aparência se torna um detalhe banal.

Entrevista com autora RJ Palácio

Uma deficiência ou mesmo uma doença pode limitar algumas tarefas. Porém, histórias como a de August ou mesmo das pessoas portadoras de deficiência como um todo, mostra a possibilidade de viver uma vida saudável e o mais normal possível. Porque o nosso verdadeiro eu é potencializado nas coisas que demonstramos capacidade em exercer.

Resultado de imagem para deficientes fazendo coisas incríveis

Extraordinário é uma conscientização, mas também é uma demonstração da beleza de ser imperfeito.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: