CONCURSO | Comissão Julgadora do 2° Concurso Literário da Revista Autoramente!

Car@s amig@s,
Assim como fizemos na primeira edição de nossa revista e consequentemente do Concurso Literário, o júri desse concurso também foi secreto. A decisão coube somente a eles, não tendo a interferência da produção da revista AUTORAMENTE!, nem do Clube de Livros (salvo uma única exceção que será explicada ao final). Aliás, cabe aqui falar que quando os jurados recebem os textos, esses não contém o nome do autor e nada além do título (ou seja, o jurado julga apenas o que lê).

Esta, até onde vemos, será uma atitude padrão da revista, visto que todas as pessoas que foram da comissão o fizeram como voluntariado, e que por isso não queremos manter uma comissão fixa (o que tomaria o tempo de nossos colaboradores). Na verdade, também pensamos em outros motivos: cada profissional convidado tem uma área de atuação diferente (sempre com um pezinho na literatura, seja por gosto, seja por proximidade de profissão), e isso possivelmente irá afetar o julgamento dele ou dela. Vemos isso como muito benéfico, pois sabemos a variedade de fontes de inspiração que os autores usam e vão certamente além da palavra escrita, podendo passar por filmes, seriados, teatro ou quem sabe até um quadro ou fotografia. A criatividade se expressa de várias formas e muitas das vezes ela se encontra em várias mídias diferentes.

Existem textos dinâmicos como um filme ou poéticos e detalhados como uma bela imagem. Certamente eles serão notados por pessoas que tenham esse viés, como foi o caso de um dos jurados do concurso passado, que é cineasta, para citar de exemplo.

O número de jurados também varia. Mas a escolha dos textos é um denominador comum entre todos eles, os textos que mais apareceram entre as escolhas dos jurados, são os textos selecionados.

E com isso, apresentamos os jurados do 2º Concurso Literário da Revista Autoramente!

Alberto Brandão
Alberto Brandão tem 32 anos e começou a escrever em blogs quando ainda era analista de sistemas. Seu hobby ganhou seriedade e hoje é colunista do portal Papo de Homem, também trabalhando como escritor de criativo em peças de marketing para uma empresa de tecnologia. Alberto tem grande interesse pelas áreas de ciência e filosofia, é bacharelando em Física pela Universidade Estadual de Londrina e acredita que todos que desejam escrever devem ler Jorge Luis Borges pelo menos uma vez.

“Literatura é uma área difícil e em que muitos dos critérios podem ser subjetivos. No fim, o bom texto é aquele que planta a curiosidade e instiga o leitor. Foi uma jornada deliciosa e um enorme orgulho poder conhecer histórias novas e acompanhar o nascimento tantos talentos.”

Carla Juncioni
Oriunda do mercado financeiro e telecomunicações, empreendeu, depois, durante 12 anos, com duas outras empresas. Em Novembro de 2016 a Plataforma Luvbook foi lançada. Com uma equipe formada por três sócias e um desenvolvedor, pretende adicionar mais recursos à plataforma. A ideia veio do amor pela leitura, pois LuvBook surgiu da expressão “amo ler”. Atualmente, esperamos que esta plataforma ajude os escritores que buscam na auto-publicação uma medida para se destacarem no mercado editorial brasileiro.

“Foi a primeira vez que participei de uma comissão julgadora e achei muito bacana ler contos curtos e de sinopses tão diferentes e agora estou na torcida de ver quem ganhou o Concurso.”

Mateus Ciucci
Mestre em dramaturgia pela Universidade Estadual de Nova Iorque, Mateus começou escrevendo poesia aos nove anos de idade. Aqui e ali ousou contos e crônicas e foi pegando gosto pela leitura. Encontrou-se nas páginas de Clarice Lispector, Machado de Assis, Nelson Rodrigues, Darcy Ribeiro, Jorge Amado e Mia Couto, para citar alguns. A escrita foi ganhando espaço em sua vida até se tornar seu lugar de existência. Mateus reside em São Paulo onde estuda Direção Teatral.

“Jurado pela segunda vez, continua sendo um prazer ler novas narrativas e entrar em contato com as vozes que d’antes permaneciam veladas. A surpresa desta vez foi ler contos de sabor nordestino e outras tantas que falam da mulher e do negro. Que tais narrativas e vozes nos vejam cada vez mais como aliados!”.

E aguardem, a edição muito em breve será lançada e vamos conhecer os cinco textos escolhidos que irão para a votação popular!

Até breve!

PS: explicando a exceção, Mateus Ciucci é agora o editor da revista, mas a responsável pela organização do concurso continua sendo a editora/produtora Lua Bueno Cyríaco. Sendo assim, o editor recebeu os textos da mesma forma que os outros jurados, não tendo sequer contato com as fichas de inscrição.

Facebook Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: